Marsala: cor que transita entre o vinho, o marrom e o vermelho remete a glamour
Marsala: cor que transita entre o vinho, o marrom e o vermelho remete a glamour
Marsala: cor que transita entre o vinho, o marrom e o vermelho remete a glamour
Marsala: cor que transita entre o vinho, o marrom e o vermelho remete a glamour

Eleita a cor de 2015 pela Pantone, o Marsala imprime personalidade à decoração

Ela transita entre o vinho, o marrom e o vermelho, que lhe confere requinte. Assim é o Marsala, a cor de 2015 escolhida pela Pantone.

“O Marsala traduz exatamente o que é a sofisticação. Sua característica proveniente de um vinho nos remete a algo com glamour e com exclusividade”, comenta o arquiteto Diogo Clemente.

Na opinião do arquiteto Neto Porpino, parceiro da Etna, quente e alegre, o Marsala é fácil de combinar. “Dependendo da intenção do projeto, a cor pode transmitir sobriedade, personalidade e sofisticação”, afirma.

Para Clemente, trata-se de uma cor impactante e encorpada, que possui características únicas dentro de um projeto, tanto se usada em detalhes, quanto como cor principal. “Ela traz personalidade, um toque de sensualidade e a sensação de ambiente aconchegante”, define.


Versátil

A versatilidade é outro ponto forte do tom. Para Porpino, o Marsala é simples de usar na decoração, pois combina com tons de vermelho, terracota, neutros, azulados, esverdeados, entre outros. “Pode ser combinada a materiais como madeira, metal, revestimento cimentício e tijolo aparente”, sugere.

“Por ela ter tons terrosos, pode ser uma cor unissex, permitindo ser introduzida em diversos projetos”, explica Clemente.

Segundo os profissionais, a característica marcante permite atribuir valor tanto em objetos pequenos de decoração quanto em paredes e texturas.

Para Clemente, a cor pode ganhar diversas áreas da casa, mas na mais íntima é ainda mais bem-vinda. “Pelo apelo da sedução e aconchego que desperta em nossos sentidos”, opina.

Ela ainda pode servir de elemento de integração de ambientes, unificando-os. “A perfeita integração acontece quando houver uma parede com a mesma cor fazendo parte dos ambientes anexos/contíguos”, ensina.


Marcante, seu uso exige cautela

Por ser muito marcante, seu uso requer muito cuidado. Pode cansar justamente pela identidade que confere ao ambiente. Clemente comenta que, em projetos com muitas cores, o Marsala é utilizado para quebrar o brilho. “Muitas vezes substituímos o vermelho pelo Marsala. Por ser uma cor mais sóbria e não muito iluminada, ela traz mais equilíbrio às outras cores e mantém o ambiente descontraído e moderno.”

Porpino ressalta ser fundamental levar em consideração a luz natural ou artificial e a incidência direta ou não delas, pois podem interferir na aparência da cor. “Ela pode estar presente apenas como complemento e ter um efeito interessante”, afirma.


Fonte: Jornal A Cidade (http://vinhos.me/T7GkE)
Por Valeska Mateus. Fotos: Divulgação.


Comentários