Depois do jantar tem Vinho do Porto com chocolate!

Leonor, Leonor! Cadê você, mulher?

Silveira caminha nervoso pela sala. Para diante do sofá, observa atentamente o relógio, que já marca oito horas, e dá uma última olhada para a mesa lindamente arrumada na copa.

Não é possível. Por que ela sempre inventa alguma coisa de última hora? Será que todo meu esforço não basta? EU COMPREI o vinho do Porto que ela tanto queria! Tudo pra adiantar. Mas não. Tinha que inventar shopping, chocolate. Nada está do agrado desta mulher! Nada.

Silveira passou o dia cozinhando junto da mulher, para agradá-la. Ele adora cozinhar pratos mais elaborados, especialmente carnes. Esta noite receberão suas cunhadas. Leonor estava radiante para rever as três irmãs – Vitória, a mais velha do quarteto, Magda e Matilde.

Ah! Eu pego a Leonor... Só faltava me deixar sozinho aqui com essas três! Imagine. A Vitória falando sobre as mesmas viagens de sempre na minha orelha. A Magda elogiando tudo o que temos em casa (mesmo o que não é do agrado dela). E a Matilde não entendendo nada do que falamos; detalhe: estando sóbria. Ai, Leonor... Mulher dirigir devia ser proibido! Vou discutir feio com ela.

De repente Silveira é arrebatado de seus pensamentos. Um ruído na porta do apartamento enche de esperança os olhos do marido.

- Leonor! Isso são horas?

- Silveira, me desculpe. Fiz o melhor que pude. Achei os tais copinhos de chocolate!

- Então vamos tomar um cálice do Porto antes das visitas chegarem, Leonor?

- Hummm! Comprei uma caixa a mais porque sabia que você não iria resistir, Silveira danadinho...

 

  Acompanhe e participe com a sua opinião da Série Crônicas pra aprender e se divertir do Vino Emporium. São situações irreais, contadas por nossa Redação, para assim introduzirmos de forma amena e divertida o mundo do vinho em sua vida!

Foto: Vino Emporium


Comentários