Chega de Preconceito ao Vinho Brasileiro!

Olá! Seja bem-vindo(a) a mais um “Domingo no Vino”!

O texto de hoje é baseado em um acontecimento que presenciamos em um evento aqui mesmo, em Ribeirão Preto (SP). Foi assim...

Estávamos em um encontro de vinhos e em determinado momento, chegou um camarada no stand de um dos expositores, pegou uma das garrafas nas mãos e após uma rápida observação, olhou para a pessoa que estava com ele e disse: “É nacional, vamos”. Colocou a garrafa novamente sobre a mesa e foi embora para outro stand.

O cidadão não teve nem a menor vontade de conhecer o vinho, degustá-lo antes de tirar qualquer conclusão. Não! Bastou ler que era fabricado no Brasil e já recusou com o maior desdém.

O pior é que isso acontece com frequência e nos lugares mais distintos: feiras, exposições, supermercados, lojas especializadas e por aí vai. Quem já não viu isso acontecer?

Não culpo o rapaz que teve essa atitude infeliz. Isso acontece pois há um pensamento enraizado no subconsciente do brasileiro, pois desde cedo ouvíamos nossos pais falando que o produto importado é muito melhor do que o fabricado no Brasil. Que para ser bom, precisa ser caro e se for importado, melhor ainda.

Mas será que é isso mesmo?

Você sabia que os espumantes brasileiros, no exterior, são vistos como ótimas opções para substituir o champagne, como uma ótima opção de qualidade e de menor custo?

E que nossos vinhos estão conquistando medalhas e prêmios nos mais distintos concursos internacionais?

Pois é! O vinho brasileiro, já a algum tempo, passou a ser visto com bons olhos no mercado internacional – só os brasileiros ainda não acordaram para este fato. A indústria vinícola brasileira vem trabalhando forte procurando mais a qualidade do que a quantidade.

Mas aí alguns podem dizer: “E o custo? Pelo mesmo preço do vinho nacional eu posso comprar um importado...”

Infelizmente essa afirmação também é muito reproduzida por aí. É impossível negarmos que os impostos no Brasil são altos em todos os ramos de atividade industrial e com os vinhos não é diferente. Mas ainda assim, vejo que vale a pena dar preferência ao vinho brasileiro, principalmente agora com a alta do dólar.

É hora de repensar o modo de ver os vinhos nacionais. Você não vai se arrepender de provar os vinhos de nossos produtores (dos grandes, médios e pequenos), de regiões, estados e uvas diferentes.

Aproveite o que nosso terroir tem de melhor e saúde!


Cristiano Janjacomo
Vino Emporium


Comentários