39º Congresso Mundial da Vinha e do Vinho: participantes de 28 países já estão inscritos

Principal evento vitivinícola do mundo ocorre no Brasil pela primeira vez, entre os dias 23 e 28 de outubro, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha

  Mais de 270 pessoas, de 28 países, já garantiram participação no 39º Congresso Mundial da Vinha e do Vinho, que ocorre em Bento Gonçalves (RS), de 23 a 28 de outubro deste ano. O evento promovido pela Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) – entidade que reúne 46 países membros – é considerado o mais importante do segmento vitivinícola do mundo.

Para o encontro anual, que será sediado pela primeira vez no Brasil, são esperados mais de 400 pessoas, entre representantes diplomáticos, profissionais da vitivinicultura, dirigentes de sindicatos e associações de produtores, produtores de uvas e derivados da uva e do vinho, autoridades governamentais, imprensa especializada e público enófilo.

O segundo lote de inscrições segue até a véspera do Congresso, no dia 22 de outubro, e devem ser feitas pelo site. Informações detalhadas sobre as diferentes faixas de preços também podem ser obtidas no endereço ou pelo e-mail inscricoes@aconteceeventos.com.br. Os preços variam de R$ 332,50 (estudantes) a R$ 2.502,50 (participando de todas as atividades). Durante o evento, as taxas ficam entre R$ 420 e R$ 3.080.         

Os inscritos que optarem pela programação completa usufruirão também de passeios turísticos preparados pela organização. Eles poderão escolher entre cinco opções de roteiros: região dos Altos Montes (Nova Pádua e Flores da Cunha); Rota dos Espumantes (Garibaldi); Vale dos Vinhedos e Monte Belo (Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul); Pinto Bandeira e Caminhos de Pedra (Bento Gonçalves); e Vale do Rio das Antas – Tuiuty e Faria Lemos (Bento Gonçalves).

"Dadas as circunstâncias de dificuldades mundiais, entre elas a crise financeira, o número de inscritos até o momento está conforme prevíamos", avalia o membro da comissão organizadora do 39º Congresso, o pesquisador da Embrapa Uva e Vinho, José Fernando da Silva Protas.

  O tema central desta edição é Vitivinicultura: avanços tecnológicos frente aos desafios do mercado, gerando discussões em torno de assuntos como desenvolvimento sustentável e mudanças climáticas, cultura do vinho, consumo responsável, avanços nas tecnologias vinícolas, produção de uva de mesa e suco, entre outros. Serão apresentados 350 trabalhos selecionados nas áreas de viticultura, enologia, economia e direito e segurança e saúde. As atividades ocorrerão no Centro de Convenções do Dall'Onder Grande Hotel.                                                            

"O objetivo maior de termos buscado o evento foi para criar uma oportunidade para apresentar os avanços e tecnologias da vitivinicultura brasileira. Esperamos que seja oportuno para projetar e desmitificar o setor. É um desafio muito grande, de muito trabalho", pontua Protas.

A realização do Congresso no Brasil é coordenada e presidida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e compõem a Comissão Organizadora do evento a Embrapa Uva e Vinho, o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) e a Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves.

Países inscritos até o momento: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, Chile, Eslováquia, Espanha, Estados Unidos, França, Geórgia, Itália, Luxemburgo, Noruega, Nova Zelândia, Portugal, República Checa, Romênia, Rússia, Suécia, Suíça, Turquia e Uruguai.

Fonte: Embrapa Uva e Vinho (http://vinho.one/ro1ic)
Por Cassiano Farina, Camila Ruzzarin e Martha Caús (Assessoria Congresso). Foto: OIV/Divulgação


Comentários