Sommelier Meriane Sander
Sommelier Meriane Sander
Equilibrados, frescos e com aromas agradáveis os espumantes nacionais apresentam qualidade e custo acessível ...

Esta época do ano é muito especial e cercada de tradições. O Brasil de cultura autêntica e vocação para a alegria criou seus próprios rituais e brindar com um bom espumante se tornou um deles. Para quem gosta de vinho este momento ganha um sabor ainda mais interessante com a escolha de um espumante perfeito e que transmita o frescor desejado no verão. Uma excelente opção são os produtos nacionais. Eles têm ganhado respeito e conquistado até os mais exigentes enófilos. “O solo e o clima da Serra Gaúcha favorecem a produção de uvas com boa acidez o que é ótimo para os espumantes. Reconhecidamente a vinicultura nacional melhora a cada ano, mostrando que o país tem vocação para este tipo de produção”, explica a sommelier Meriane Sander. 

  Como o momento exige descontração, o melhor é descomplicar. Por isso, a sommelier dá algumas dicas simples. Os espumantes são divididos basicamente em duas categorias. A primeira é dos fermentados de forma natural, dentro da garrafa, que são chamados de tradicionais ou champenoise. A segunda é daqueles que fermentam em grandes tanques de aço, chamados de charmat. Existem outros métodos que injetam gás no vinho para ele ficar borbulhante, mas nem sempre o resultado é bom. Alguns espumantes envelhecem muito bem, mas isto não é determinante na hora da escolha. Eles podem ser jovens e ter uma boa performance. Entre os rótulos nacionais existem excelentes produtores que cumprem estas exigências. Outra dica diz respeito à doçura e a escolha vai depender muito do paladar de cada pessoa. Vão de Extra Brut – mais secos – aos Demi-Sec - mais doces. 

De uma forma geral, afirma a sommelier – os espumantes produzidos aqui são equilibrados, frescos e com aromas agradáveis, e o que é melhor, podem ser encontrados em lojas e supermercados, com preços acessíveis e bem melhores que espumantes do mesmo nível de outras partes do mundo. 

Para indicar, a sommelier selecionou duas opções nacionais que tem ganhado destaque. Um deles é o Cave Geisse Nature que é produzido pelo respeitado enólogo chileno Mario Geisse que encontrou na Serra Gaúcha um terroir com condições de solo e clima excelentes para a plantação de uvas para espumantes. Sua Cave Geisse já está surpreendendo o mundo com qualidade e muita elegância. Quem gosta de sabores mais frutados, a indicação é o Don Giovanni Brut e o Stravaganzza Brut. Os espumantes são produzidos pela tradicional Don Giovanni, uma das poucas vinícolas brasileiras que elabora vinhos, espumantes e o brandy a partir de vinhedos próprios, tendo assim um controle total sobre a qualidade das uvas que produz. “Espumantes deliciosos de degustar e merecedores de figurar nas boas-vindas ao novo ano”, finaliza Meriane. 


Fonte: Pautas Incorporativa (http://www.pautas.incorporativa.com.br/a-mostra-release.php?id=26830)
Por Márcia Teixeira. Foto: Patricia Klemtz

Comentários