Novas regiões vinícolas para se ficar de olho!

Não me canso de dizer que infelizmente vou morrer sem conhecer todas as regiões vinícolas do mundo, afinal, são muitas por aí. Mesmo que eu consiga visitar todos os países produtores, o que já seria incrível, lembremos que muitos países tem várias regiões. Fora as que começam a surgir em novas regiões e que em breve podem despontrar. Ou não.

Outro dia, li um artigo interessante na Revista Adega que dizia que alguns especialistas citam regiões novas que estão despontando ou podem despontar. E uma delas posso falar com mais propriedade, pois tive a oportunidade de visitar e conhecer em 2012.

A primeira região apontada como grande aposta é a Turquia, principalmente na parte oeste do país, que fica perto de outras regiões produtoras, como a Grécia, e hoje já encontramos alguns vinhos turcos para vender, mas aqui no Brasil ainda não encontrei. Uma curiosidade: a Turquia já é hoje o sexto maior produtor de uvas do mundo, ainda com boa quantidade de uvas de mesa, mas já mudando bastante o cenário.

Outro país, que fica perto da Turquia é a Geórgia. Ainda com pouco destaque, a Geórgia é outro país que deve ganhar destaque com os vinhos da moda atualmente, os “vinhos laranjas”, envelhecidos em ânforas de barro.

Aí vem um país que já citei aqui outras vezes e que é impulsionado pelo crescente consumo interno: a China. Pra se ter uma idéia, em 10 anos eles duplicaram o número de hectares plantados por lá, passando para mais de 600 mil hectares, e hoje já é o maior produtor de uvas do mundo. E claro que a acelaração vinícola chinesa atraiu grandes nomes do mundo do vinho, como o gigante grupo LVMH e os prestigiosos Domaine Baron de Rothschild. É pra se ficar de olho!

Por ultimo, a região que tive oportunidade de conhecer em 2012, nos Estados Unidos, pertinho de Nova Iorque. Os Finger Lakes, região com muitas casas de veraneio dos novaiorquinos, tem um clima frio, próprio para cultivo de uvas brancas e pinot noir. E segundo especialistas, a verdadeira vocação de lá é a uva que, de fato, me encantou quando fui: Riesling. E já tem gente grande, como o grande Paul Hobbs investindo por lá. Conhecendo o perfil dos Yankees, não deve vir coisa ruim de lá!

Como sempre falo, o mundo do vinho é dinâmico e é preciso estar sempre antenado, estudando e, principalmente, degustando! É por isso que me encanto a cada dia com este delicioso fermentado de uvas!!



Fonte: R7 (http://vinhos.me/G1FYQ)
Por André Rossi (Déco)
OBS.: Este texto passou por revisão ortográfica e contextual.


Comentários