Venda de vinho litúrgico celebra centenário de igreja em Andradas

Receita secreta e especial é produzida em vinícola da cidade há 25 anos.
Garrafas são vendidas de lembrança dos 100 anos de construção da Matriz.

Uma vinícola em Andradas (MG) guarda um segredo há 25 anos: a receita do vinho litúrgico, usado pelos padres na celebração das missas. A produção é diferente do vinho tradicional e somente alguns lugares têm autorização da diocese para a fabricação. Na Matriz de Andradas, os fiéis podem adquirir o vinho e experimentar a receita "sagrada", que está sendo vendida como lembrança do centenário de construção da igreja.

  Durante a celebração da missa, o vinho simboliza o sangue de Cristo e não é qualquer bebida que pode ser usada pelos padres. A receita do vinho litúrgico ou canônico segue normas do Vaticano e quem o produz não revela a "fórmula" pra ninguém.

"A receita é secreta. Só eu que faço esse vinho e à noite, quando não tem nenhum funcionário da empresa (risos)", explica o enólogo Carlos Geraldo Marcon, que produz o vinho em Andradas.

Mas se a receita ninguém passa, ao menos alguns detalhes da produção da bebida canônica podem ser passados. Entre todas as variedades de uvas, a Moscato foi selecionada para a produção. "Ela consiste num maior grau de acidez e aroma, e também no bom envelhecimento do vinho. Com o passar do tempo, o vinho fica ainda melhor e fica parecendo com o Vinho do Porto [de Portugal]", explica Marcon.

A produção inclui algumas etapas como, por exemplo, a fermentação em tanques de inox durante 30 dias. Depois o vinho descansa por mais um ano, mas ainda não está pronto. Nesse estágio, a bebida é bem doce, com aroma da fruta marcante.

  Os outros vinhos da vinícola ficam prontos entre 6 meses e 2 anos. Já a fabricação do vinho litúrgico leva quatro anos. O processo final acontece em uma sala com um ambiente frio, úmido e de pouca iluminação, que é chamado de cave. Dentro de barris de madeira, a bebida permanece por longos três anos, tempo necessário para o envelhecimento. O resultado é uma bebida de coloração rosada, licorosa e doce.

A produção, que começou há cerca de 25 anos com autorização da Diocese de São João da Boa Vista (SP), deve chegar em 2015 a 20 mil litros, o que equivale a uma produção 20% maior que em 2014. Atualmente, 80% da produção segue para paróquias de várias partes do país.

Mas na Matriz de Andradas, o vinho não é usado somente nas missas. Os fiéis também podem comprar a bebida, que é vendida com um rótulo personalizado.

"Fizemos um pedido pra que produzisse um vinho como lembrança para a nossa igreja, por ocasião do centenário de construção da Igreja Matriz de São Sebastião. Então tivemos a ideia de fazer a lembrança com um produto da terra e usado na liturgia", explica o pároco da matriz, padre Simão Cirineo Ferreira.

Parte do dinheiro arrecadado é investido na reforma da igreja. Até agora, 1.200 garrafas foram vendidas, que podem ser compradas na vinícola onde o vinho é produzido e na Igreja Matriz de São Sebastião em Andradas.

Fonte: G1 - EPTV Sul de Minas (http://vinhos.me/dPaHl)
Foto: EPTV/Reprodução


Comentários