Vinho e verão se harmonizam mesmo?

Pode apostar. E vamos dar as dicas para você aproveitar um, sem abrir mão do outro!

O verão está aí, bombando! Praias cheias, piscinas abarrotadas e onde existir uma sombrinha e água fresca, a disputa é acirrada. Tudo para conseguir um refresco para as temperaturas elevadas.

E com o verão sempre vem aquela velha máxima: “Bom, vamos deixar o vinho de lado porque no verão não dá liga, não combina”. Será mesmo!?

Quando pensamos em vinho, o que vem de cara na mente? Pensamos naquelas garrafas de vinho tinto, elaborado com as uvas tradicionais como: Cabernet Sauvignon ou Merlot. Uvas muito presentes nas prateleiras de lojas especializadas e supermercados, com álcool em torno de 13 a 16%.

É... olhando por esse ângulo, realmente é meio complicado de encarar nestes dias quentes – principalmente se você estiver na areia da praia. Aí a boa e velha cervejinha leva brutal vantagem.

Outra pegadinha que muitas pessoas ainda pensam de forma equivocada é quanto à temperatura do vinho, e este é outro fator negativo. Antigamente se falava que vinho tinha que ser tomado em temperatura ambiente. Pois é. Mas nunca lhe disseram que a tal ideia de “temperatura ambiente” veio da Europa, incontáveis décadas atrás quando a média de temperatura era mais baixa que atualmente.

A temperatura ambiente de Ribeirão Preto (SP), por exemplo, é de 34 a 39° C no verão... E lá vem a visão da latinha de cerveja novamente...  rsss

É... Mas posso te convidar a pensarmos um pouco mais sobre isso tudo? Se você ainda pensa que vinho e verão não combinam, acredito que posso lhe mostrar um outro lado do mundo do vinho, e quem sabe você não muda de ideia...

Para o verão, precisamos de vinhos mais leves, ou seja, o ideal são aqueles com um pouco menos de álcool. Outra dica é abusar dos vinhos jovens (aqueles que não são vinhos de guarda e que devem ser consumidos logo que saem da vinícola, com no máximo 4 anos (com base no ano da safra), e se puder ser sem estágio em madeira, melhor ainda).

Mais uma dica fica quanto à uva. Vinhos jovens elaborados com as uvas Gamay, Pinot Noir, Cabernet Franc, Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling e Pinot Grigio são alguns bons exemplos que você pode procurar sem medo. E não importa se você vai querer apreciar um tinto, branco, rosé ou algum espumante.

Vino Emporium  Aliás, na área de uvas do portal do Vino Emporium, nós fizemos um exemplo de separação de acordo com o corpo da uva: uvas leves, medianas e encorpadas. Quando tiver um tempinho, dê uma olhadinha!

Quanto à temperatura, cada tipo de vinho tem o seu ponto ideal. Em linhas gerais, podemos citar:
Vino Emporium  Tinto: entre 16 e 18° C;
Vino Emporium  Branco: de 10 a 12° C;
Vino Emporium  Rosé: de 12 a 14° C;
Vino Emporium  Frisantes: entre 14 e 16° C;
Vino Emporium  Espumantes: de 8 a 10° C.

Os espumantes, aproveitando o ensejo, são um grande trunfo para qualquer estação. Isso porque em geral são mais leves que os demais vinhos e muito refrescantes, seja pelo tipo, pela presença de gás ou simplesmente pela temperatura de consumo.

E como não bastasse tudo isso, hoje já temos até vinhos para serem apreciados com gelo! Não conhece? Os dois queridinhos do mercado são o Chandon Passion e o Rosé Piscine Stripes. Mas você encontra outros também.

E aí!? Vinho e verão combinam ou não?

Experimente! Tenho certeza que você vai curtir a ideia.

Fonte: Redação do Vino Emporium
Foto: Vino Emporium


Comentários