34 termos iniciados com a letra D foram localizados.

Decantação

O assentamento do mosto, de modo que os sólidos em suspensão se depositem no fundo. Isso é feito com o mosto dos vinhos brancos antes da fermentação. O termo em francês é "débourbage".

Decantador

Recipiente no qual o vinho decanta antes de ser servido. Pode ser um jarro de cerâmica ou em decantador de cristal com ou sem tampa.

Decantar

Ato de retirar do vinho a borra ou os sedimentos. Isso é feito na vinícola por meio de sifão ou bomba de clarificação em um vinho jovem. Em inglês se chama racking, em português, transfega. Num restaurante ou em casa, ao decantar um vinho mais velho, atinge-se o mesmo objetivo, pois um sedimento fino costuma sugir nas garrafas de bons vinhos. Utiliza-se também para suavizar sua textura e abrir os aromas.

Vinhos jovens devem ser decantados para areá-los o máximo possível. A garrafa de um vinho velho com sendimentos deveria ficar em pé por um dia antes da decantação, a fim de permitir que os sedimentos se precipitem, acumulando no fundo. Depois a rolha de ser retirada sem sacudir a garrafa nem virá-la. Suavemente, despeja-se o vinho num decantador em movimento contínuo e vagaroso. Enquanto se verte o vinho, a colocação de uma vela ou lâmpada fraca por trás do gargalo permite enxergar o sedimento e saber quando parar de despejar.

Degola

Passo importante na preparação para o mercado de vinho espumante fermentado em garrafa. O processo remove as células mortas da levedura (borra) na garrafa, onde ocorreu uma segunda fermentação, de modo que o vinho fique claro e livre de sedimentos. Quando um vinho permanece na borra durante muito tempo antes da degola, normalmente resulta num produto da mais alta qualidade, mais complexo, cheio de nuances. Nos champanhes finos, algumas safras envelhecem durante anos na própria levedura e a degola só ocorre alguns meses antes da distribuição. As letras RD às vezes são usadas no rótulo para indicar a degola recente (dégorgement, em francês; disgorging, em inglês).

Degustação

Avaliação da qualidade e dos atrativos de um vinho por meio dos sentidos. Não é a mesma coisa que beber, embora em um situação ideal a degustação leva ao consumo agradável. Um cuidadoso degustador de vinho observa a bebida de perto para examinar sua cor e o nível de limpidez, cheira o vinho para sentir as diversas características das uvas e do processo de produção da bebida, depois sorve um gole pequeno e o mantém na boca para avaliar melhor. Sabores e aromas são iguais? Parece cheio e potente, ou magro e leve? Por fim, o provador cospe a amostra numa cuspideira e observa por quanto tempo o retrogosto (final) permanece e quão agradável ele pode ser. Os profissionais e os enófilos escrevem algumas notas para ajudá-los a se lembrar do vinho.

Veja algumas fichas de degustações de nossos Confrades: Degustados

Degustação Horizontal

Nesse tipo de degustação comparativa, os vinhos são dispostos horizontalmente. Produtos da mesma safra e/ou região e/ou variedade de uva, mas de vinicultores diferentes, são postos em copos/taças e provados na mesma sessão para a comparação e o contraste de seus sabores e aromas.

Degustação Vertical

Os anos da colheita (safra) são dispostos verticalmente nesse tipo de degustação analítica que compara como os aromas e sabores de um vinho se desenvolvem com o tempo. Numa degustação vertical clássica, são provados diversos exemplos do mesmo vinho de um mesmo produtor e vinhedo, mas de diferentes safras ou colheitas.

Delicado

Atributo relativo à leveza de um vinho, geralmente aplicado a vinhos brancos com baixo teor alcoólico e aromas sutis.

Demi-muid

O termo indica um barril de tamanho médio (com base em terminologia antiga). Mas com aproximadamente 600 litros, esse recipiente tem mais do dobro do tamanho do barril pequeno, ou barrique, de uso internacional.

Demi-sec

Meio-doce.

Denominación de Origen (DO)

Denominação de Origem. Muito parecido com o sistema AC da França.

Denominación de Origen Calificada (DOCa)

A mais alta classificação de vinhos na Espanha. É conferida somente a algumas poucas regiões vinícolas, como Rioja e Priorat.